Arquivo do mês: março 2013

Before Midnight (Trailer)

Deixe um comentário

Arquivado em Arte, Cinema, Observar

JUNIP – Always

Deixe um comentário

Arquivado em Música, Observar

Richard Griffiths

RichardGriffiths_Dies_134217220

1947 – 2013

Deixe um comentário

Arquivado em Arte, Cinema, Observar

Don Payne

Premiere Of Paramount Pictures' And Marvel's "Thor" - Red Carpet

1964 – 2013

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema, Observar

O Jogo do Exterminador (Teaser Poster)

endersgame]

Yahoo!

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema, Observar

Tomb Raider (2013)

Tomb-Raider-XboxFINAL-Large-Portrait-01-e1354536754223

[85,00]

Em um brainstorm na Crystal Dynamics (produtora) em 2008/09, alguém certamente disse isso: “E que tal criarmos um reboot contanto a origem de Lara Croft como Christopher Nolan fez em Batman Begins?“. E essa idéia foi mais do que acertada. “Tomb Raider” 2013 é um novo começo verossímil e dramático para a heróina da cultura pop.

O jogo tem gráficos impressionantes, ótima jogabilidade e uma história muito bem escrita. Aliás, o nome do jogo deveria se chamar: Tomb Raider: Inferno! A jovem aventureira sofre tanto que o jogador se sensibiliza e rapidamente vai criando uma simpatia pela figura da protagonista.

Entretanto, alguns pontos não foram tão bem desenvolvidos. A habilidade de caçar não faz diferança alguma. O jogador pode ficar frustrado de um recurso bastante interessante. O mundo semiaberto dá um gostinho impotente de aberto (os dois Batmans sofrem disso também). E o final não foi tão cinematográfico como deveria. O sofrimento de Lara merecia um pouco mais de tempo e cuidado na cinematic que fecha o game.

Na conclusão, felizmente, fica a promessa da grande sobrevivente: “Eu não vou para casa“.

Deixe um comentário

Arquivado em Crítica, Games, Observar

Aldeia Maracanã

Acordei com a notícia do batalhão de choque entrando no antigo Museu do Índio (Rio de Janeiro). O acontecido, já mais do que previsto, nos faz repensar o porquê de tudo isso. Tudo mesmo. Amo o Brasil, mas aqui não há preservação do passado. Construções, ruas, monumentos… Tudo é deixado de lado até chegar nesse ponto. Aos poucos estão demolindo a História e a Cultura. Quanta coisa importante já foi ao chão.

Soube que o local não era só moradia dos índios e que estava completamente largado. Já que não preservaram e querem photoshopar o Rio para os eventos esportivos, que fosse feito de forma civilizada. Até defensor público levou spray de pimenta na cara! Essa é a realidade da cidade.

Na hora do almoço, eu e um amigo pegamos um metrô para resolvermos um problema no centro do Rio e fui comentando com ele o que tinha visto na TV. Depois de nos ouvir por algum tempo, um senhor acabou entrando na conversa e disparou momentos antes de sairmos do transporte: “Tinha que invadir mesmo! Índio é tudo vagabundo!“.

Poderia ter voltado e continuado mais duas estações debatendo com ele o assunto. Que as coisas são muito mais complicadas do que ele pensa. Infelizmente, não valia a pena. Gostaria sim de um Brasil com porte para todos os eventos. Monumental aos olhos do Mundo. Mas primeiro, os problemas básicos deste país devem ser resolvidos. O comportamento e a mentalidade do brasileiro precisa mudar.

Não… Naquele momento não valia a pena voltar.

Deixe um comentário

Arquivado em Observar