Arquivo do mês: agosto 2008

Salustiano

Para entender, o Mestre Salustiano não criou, mas teve um trabalho tão grande quanto: preservou. Para toda uma geração… Uma pena que no Sudeste nunca deram importância para a música brasileira do norte. Nem mesmo depois da antropofagia do Science. E nem quando este morreu.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Criticar, Música, Observar

Ronski Speed – Pure Devotion

[77,50]

Jamais poderia imaginar que o álbum de trance do ano seria dele. Mas que o cara fez tudo direitinho. A bola não cai em nenhum momento e quem estiver interessado em conhecer a diferença que sempre falo entre o trance de verdade e essas sandices que foram criadas nos últimos pares de anos, recomendo o “Pure Devotion”.

Deixe um comentário

Arquivado em Crítica, Música, Observar

Lech Pozan Coringado

O time da Polônia se Coringou contra o Grasshoppers e deu certo. Avançaram na UEFA. Nem sabia que existiam tais times, mas tenho certeza agora de que TDK entrou para a recente culturar pop.

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema, Observar

Joy Division (Grant Gee, 2007)

[87,50]

Semana passada, falei sobre o filme. E no sábado passado conferi o documentário sobre o Joy Division. Nada para acrescentar a história do que já foi dito, mas enfatizo que essa produção é ainda mais indispensável que Control.

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema, Crítica, Música, Observar

Portishead – Third

[90,00]

Não é melhor, nem pior que Dummy e Portishead. É diferente e é a evolução. Uma grande banda te surpreende a cada música, a cada trabalho esbarraram na perfeição.  O Portishead continua dark, soturno, mensageiro e conceitual… Conceito, conceito e conceito..

Deixe um comentário

Arquivado em Crítica, Música, Observar

Underworld Prequel

Viktor, O Conspirador

O prequel de Underworld sai em 2009. O segundo filme foi fraco e tem quase um nada da trama política da casa dos vampiros. Principal motivo do “cult”… A atualização high-tech e visual de O Corvo foi um acerto. Os criadores perceberam que esse jogo político foi o que mais funcionou na saga deles, então resolveram fazer o prequel. Vamos aguardar…

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema, Observar

OceanLab – Sirens of the Sea

OceanLab LP 300.indd

[67,50]

Quando conheci o OceanLab no início de 2006, fiquei maravilhado. Era o melhor vocal trance de todos os tempos. A banda é um outro projeto de um dos maiores nomes do Trance atual: Above & Beyond junto com a cantora Justine Suissa. Agora, um mês após o lançamento de seu primeiro CD, deixou de ser especial.

Pois o que foi feito neste álbum não corresponde a idéia de quando o OceanLab foi criado. O descontentamento não é por ter sido feito em um molde low profile, lounge. Mas por terem tentado algo diferente que deu errado.

Destaque somente para “If I Could Fly”. O restante é apenas bom. Essas coisas acontecem no mundo da música. De vez em quando, as pessoas ficam mais interessadas em se projetarem para o primeiro lugar de uma lista de melhores do mundo, e se esquecem da música pura e simplesmente.

Deixe um comentário

Arquivado em Crítica, Música